licka

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Um novo ano





É como se todas as luzes se apagassem 
e exatamente a meia noite 
começasse tudo novamente, 
viramos a pagina e 
começamos do zero
O tempo, os erros, as marcar de noites e dias maus vividos 
nada disso tem mais mais valor.
O ano começa e renassem os sonhos 
perdidos, esquecidos 
as metas à alcançar 
de que ate o proximo Dezembro 
seremos felizes de novo.

Feliz 2011

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

É Incrivel Ver As Coisas Acontecendo





O fascínio dos dias passando não quer nunca que pare,
mas os segundos sagrados do mundo não tem replay e nem pause.
Se é o deslumbre que desejas
não se intimide o mundo nunca lhe diz olhe para cá e delicie.
Temos nosso tempo de ver acontecer e evoluir,
a vida não espera
o mundo mudou já não é hoje o que era ontem.
Num mundo que amantes fadados ao fracasso
sonegam omitem navegam na vida sem nem se dar conta
que é o mundo que lhe mostra o caminho, mas é você quem caminha.
Não olhes para o lado não se espelhe nos erros do passado.
Só conhece teu mundinho pequeno quadrado esbelto e completo, pra ti.
Há se o mundo falasse contigo queimarias em vapor de ódio,
um ódio tão doce terreno e dengoso
e a visão de neblina espessa não deixaria perceber
que o mundo lhe deu lagrimas de amor.
O mundo é teu livro
de paginas estrangeiras, tangentes e versos antigos em formas de enigmas.
Só você tem a senha da vida para poder penetrar e gozar do mundo
não deixe que o ódio lhe mostre o caminho certo,
é o amor que conduz o mundo.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Despedida


Tememos pelos nossos erros e quando erramos se apequenamos diante do que pensam de nós. O erro é parte de qualquer processo, o que não podemos é culpar o outro pelo nosso erro ou fracasso.  A soberba, a arrogância, a hipocrisia desfaz a essência e desvirtua toda e qualquer virtude. Entre meio a tudo isso morre a humildade, perfazendo qualquer caminho e de mãos atadas buscamos as estrelas, mas elas estão além do alcance, desvirtuamos o nosso caminhar, perdemos nosso porto seguro, desnorteamos o nosso próprio ser. Os olhares se perdem entre miragens e absurdos e as mascaras caem por terra.
A sociedade nos coloca barreira, e nos faz acreditar que muitas vezes somos incapazes, limitados e inferiores. Jamais culpei minha deficiência pelos meus insucessos, e as mesmas nunca foram barreiras e sim superação. Sempre enfrentei meus problemas de frente, sempre tive força suficiente para enfrentá-los. Jamais fugi de desafios, olha que já foram muitos, e sempre sai mais fortalecido.  Não nego que esse golpe me deixou sem chão por algumas horas. Nesse momento a melhor companhia é o silêncio. Passadas essas fatídicas hora, retomo as minhas aventuras cotidianas, já programando o próximo ano.  Há muitos desafios pela frente, projeto a serem concretizados não dá tempo para ficar lamentando, remoendo o passado, o tempo não vai parar para refazê-lo.  Tenho o presente para vivenciá-lo e os dias que virão para concretizá-los. 
Sempre há arco-íris após a tempestade. Ainda há sonhos a ser sonhado e um longo caminho por perfazer. Talvez não tenha nada a ensinar, mas muito por aprender. Vou sonhar um novo tempo, novas possibilidades.
As crianças brincam de fazer castelos na área e depois de feito desmancham tudo e voltam a fazer novamente, o que interessa é a concretização dentro de si. Pois, tudo que fazemos e tudo que realizamos foram feitos antes na alma.  O essencial é invisível aos olhos, vê melhor com o coração. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe trouxesse flores.

Luiz Carlos de Proença
05 de dezembro de 2010

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

É o Absurdo do Mundo



Imagine se todos que gostassem de pizza não fossem bem visto pela sociedade.
Vamos bater
Vamos zoar
Vamos matar
Vinde a mim quem não come pizza
Imagine se todos que falam e fazem besteiras pelos planaltos da vida e deixam acabar tudo em pizza, não fosse bem visto pela sociedade.
Vamos bater
Vamos zoar
Vamos matar
Vinde a mim quem não deixa que se acabe em pizza
Imagine se todos que conhecem quem gosta de pizza, não fossem bem visto pela sociedade.
Vamos bater
Vamos zoar
Vamos matar
Vinde a mim quem não se misturam com quem gosta de pizza
Vamos então condenar o ser humano sem mesmo os conhecer
E no final não restara ninguém
Afinal o mundo é feito de comedores de pizza.

sábado, 13 de novembro de 2010

Solidão


 
Observo os galhos das arvores que vem e vão
Ainda não é noite mais a rua já esta vazia
Apenas carros que passam tão rápido
Que não se notam nem por quem são guiados
Observo a casa ali parada
Com todos seus detalhes, portas, janelas e tramelas
Ninguém pra entrar ninguém pra sair
Apenas sentimentos vazios que não querem partir
A vida é tão curta que ninguém se da conta
Basta um segundo pra perder a meada
E se eu vivesse cem anos
Saberia todas as historias do mundo
E não seria o suficiente
A sensação de que falta algo sempre me persegue
Dias, meses e anos não são suficiente
Olho a rua e não vejo pessoas
Apenas Vazios, tristezas e solidão
Falta algo no mundo algo, que não tem explicação
E se eu vivesse duzentos anos
Explicaria todas as histórias do mundo
E não seria o suficiente
Não saberia explicar a mim mesmo o que falta
Talvez quando as nuvens se forem e o sol brilhar novamente
A solidão se assuste e vá embora

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Em que geração estamos?



Em tempos de comunicação
Quando não nos resta mais nada
Temos que ter opinião
Ouve-se de menos
E sem perceber
Não temos o que queremos
O modernismo nos ataca de todas as formas
Crianças, jovens e sábios
Todos com suas escolas

Antes se dizia que a nova geração estava na era da "Geração Coca-Cola"
E hoje o que seria, "Geração de Cola e Coca"

Através da falta de opinião
Ficam-se calados diante da indignação
Através de tudo que se tem praticamente de graça
Fazem-se vandalismos em praças
Através das Escolas Crianças se tornando sábios
Temem-se os próprios irmãos nos pátios

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Fui ser Feliz

Andei um tempo sumido
Fui tentar viver mais não deu certo

Você ja faz parte de mim
esta tatuado no meu peito
Então só tente sercorreto

Andei um tempo sumido
Tentei escalar montanhas
E percebi que a queda
La de cima é mais dura
Deixa marcas estranhas

Andei um tempo sumido
Pensei bastante
Sem chegar a nenhuma conclusão
Mas vou seguir a diante

O amor não acaba, mas cansa

quinta-feira, 16 de setembro de 2010














Um livro pode te dizer muitos tipos de conhecimentos e formas de ver a vida, pode ser que o livro em si não tenha tanto valor quanto os sentimentos em formas de palavras nele colocados.
São as palavras que movem o mundo, se uma palavra é dita em rede nacional independente do que esta escrito você disse e registrou com testemunhas através da mídia, pois a palavra tem muito valor ate mesmo nos dia de hoje, e terá muito mais valor para aquele que crê em seu comportamento e em sua forma de ver a vida.
Nos tempos atuais onde tragédias acontecem e temos que nos agarrar há fé. Cada um manifesta sua fé da maneira, mas ainda sim esta dentro de nós, e mostramo-la através do fazemos, do que pensamos e de como agimos.
Milagres acontecem a todo o momento a cada vida nova que nasce a cada florescer de um botão a cada amanhecer de um novo dia. O que está escrito foi o homem quem fez, através do que sentiu e pensou conseguiu transcrever num papel, mas não deixa de ser doloroso quando destroem ou desmerecem aquilo que nos cativa. Não podemos esquece que o que sentimos e acreditamos é muito maior do que um papel, não é uma Bíblia, um Alcorão ou7 um livro de Genesis que deveria ditar o que uma povo é e sim sua fé e a maneira como ela conduz as pessoas...

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Estratégia é tudo...

Um senhor vivia sozinho em sua casa.
Ele queria virar a terra de seu jardim para plantar flores, mas era um trabalho muito pesado.


Seu único filho, que o ajudava nesta tarefa, estava na prisão.
O homem então escreveu a seguinte carta ao filho:

'Querido Filho, estou triste, pois não vou poder plantar meu jardim este ano. Detesto não poder fazê-lo, porque sua mãe sempre adorou flores e esta é a época certa para o plantio.
Mas eu estou velho demais para cavar a terra. Se você estivesse aqui, eu não teria esse problema, mas sei que você não pode me ajudar, pois estás na prisão.
Com amor, Seu Pai. '

Pouco depois, o pai recebeu o seguinte telegrama:

'PELO AMOR DE DEUS, Pai, não escave o jardim! Foi lá que eu escondi os corpos'

Como as correspondências eram monitoradas na prisão, às quatro da manhã do dia seguinte, uma dúzia de agentes do FBI e policiais apareceram e cavaram o jardim inteiro, sem encontrar qualquer corpo.

Confuso, o velho escreveu uma carta para o filho contando o que acontecera.

Esta foi a resposta:

'Pode plantar seu jardim agora, amado Pai. Isso foi o máximo que eu pude fazer no momento. '

***Estratégia é tudo!!!***

Nada como uma boa estratégia para conseguir coisas que parecem impossíveis.

Assim, é importante repensar sobre as pequenas coisas que muitas vezes nós mesmos colocamos como obstáculos em nossas vidas.

'Ter problemas na vida é inevitável,

ser derrotado por eles é opcional'

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

História Pra Contar

Eu sei que é tardeNão, não me abrace
Eu vou sair só
Vou sem juízo
Ver meus amigos
Sem hora pra chegar

Meu bem escuta
Que a vida é curta
Eu vou sair só
Vou sem cuidado
Sem agasalho
Sem hora pra voltar

Eu tentei
Já lhe disse que não vou ficar
Já lhe disse que não vou mudar

Eu cansei
Não dá mais

Eu sei que é foda
Mas vou me embora
Vou viver só
Não tenho idade
Pra ter vontade de me acomodar
Vê se me entende
Daqui pra frente
Eu Vou viver só
Com 25
Não quero filhos
Só história pra contar

Eu cansei
Eu tentei

Já lhe disse que não vou ficar
Já lhe disse que não vou mudar
Já lhe disse que não volto mais
Já lhe disse que não volto atrás
Já lhe disse que não vou chorar
Já lhe disse que não vou sangrar

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Misterioso

O mistério não conversa

Ele tenta se mostrar

Mostrar o deslumbre

Mostrar o medo

Mostrar o desejo

Mostra apenas o que ele quer você veja

O mistério não conversa

E ao mesmo tempo

Ele fala

Para que veio

Através do seu olhar

Através do seu brilho

Através de suas vestes

Através do anoitecer ele te conta aquilo que deseja

O mistério não deixa de ser intrigante só porque você o desvendou

Ele sempre tem como te surpreender

Basta saber sonhar

E imaginar o inimaginavel...

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Hoje é dia de que?















No dia de hoje

Eu lembro o que ja passou
e penso em voltar ao passado
Arrumar as besteiras que me veem a mente
Mais, ai não aprenderia o que sei hoje
Eu tambem queria visitar o futuro
E penso quem seria
Não ia ter graça escolher um caminho
Que ja sei onde iria dar
Por isso não mudaria quem sou hoje
O hoje me importa tanto
Mostra todos meus erros
Como aprendi com eles
E como aprendo e me renovo
A cada passo novo que planejo dar
Para tentar descobrir quem serei no futuro
O dia de hoje é o dia
dia de viver a vida
dia de ser intenso
dia de olhar para o lado
dia de amar e ser amado

terça-feira, 6 de julho de 2010

Faz Falta um Instante




Num instante te tenho
Labios
Toque
Desejos
Pensamentos

Num instante o mundo
Palidece
Escurece
Apaga
Esquece

Num instante o sorriso
Se abre
Te mostra
Promessas
Futuro

Tudo num instante
Faz falta um instante
Para amar
Chorar
Sorrir
Viver.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Aprende como a Teu Pai Ensina















Eu observo pessoas passando por mim
Elas nem me olham
Com o seu passar acelerado
Com presa pra toda a vida
Umas com pastas livros cadernos
Sabe se la estudantes leitores trabalhadores

A vida passa tão rapido que
Não se ve nem aonde pisa
São adultos tão ignorantes
Que se te perguntassem
Quantas arvores há nessa avenida
Não saberia dizer
Que não há arvores

Ate que se ve uma criança
com seus olhos curiosos e observadores
Como bom seria ser a criança
Sabe tudo vê tudo
E fica feliz por quase nada
E ganho um sorriso de gratidão
por te-la visto na multidão
em meio as pessoas que a ensinam a ter presa
a correr pra toda a vida

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Sorriso Torto


você nem bem sabe 
por que esta aqui
e se eu te mostrasse que o mundo mudou 
vc nem sabe que dia é hoje
se eu apagar a luz 
vc não sabera que estou aqui
e quando eu me for
vc nem lembrara de mim
é tão dificil de explicar mas 
vc também não entenderia 
e se eu tentasse 
mas, você nem sabe 
por que estou aqui

quando falo o seu nome 
vc nem sequer sabe quem chamou 
mesmo que para mim pareça musica 
talves você nem escute
eu ainda não sei porque 
tento chamar sua atenção
se vc tenta não me ver
por isso é tão dificil te fazer feliz

mas fico feliz 
quando vejo disfarçadamente 
percebo seu sorriso torto
que eu sei que é para mim
você pode não saber porque eu estou aqui 
mas sei que
sabe por que você esta aqui
sempre perto de mim.

O Tempo me faz Te Amar




Você é como frio
O frio corta deixa marcas
Faz chorar traz dor
Não tem nenhuma sensibilidade
Fere como a faca
É cruel quando quer
Mas pode ser leve e suave se quiser
Como a brisa
Que passa em dia quente e te acalma
Que te refresca
E que esfria a alma
O frio é como você
Que me traz conforto quando chega
Quando me abraça arrepia
Mas logo me aconchega

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Sutilmente

E quando eu estiver
Triste
Simplesmente
Me abrace
E quando eu estiver
Louco
Subitamente
Se afaste
E quando eu estiver
Fogo
Suavemente
Se encaixe...

E quando eu estiver
Triste
Simplesmente
Me abrace
E quando eu estiver
Louco
Subitamente
Se afaste
E quando eu estiver
Bobo
Sutilmente
Disfarce...

Mas quando eu estiver
Morto
Suplico que não me mate não
Dentro de ti

Mesmo que o mundo
Acabe enfim
Dentro de tudo
Que cabe em ti

sábado, 22 de maio de 2010

Aquele Que de Sei La o Que

Aquele que
De frustração
Parece até
Que nunca teve êxito
Naquilo que sempre fez
Aquele que
De angústia
Que te fez ir ao parque
Só para ver a felicidade
E não te satisfez
Aquele que
De nada há ver
Não se vê
Não se sente
Dentre a multidão
Que para seus olhos
São apenas cartazes imóveis
Se não fosse tão obvio
Poderia ser amor...

sexta-feira, 14 de maio de 2010

14 de Maio de 2010
















O amor vai embora
Desfez-se a magia
Cada um pro seu lado
Ta tudo acabado

A raiva se foi
Bons momentos ficaram
Não há mais dor, o tédio, a angustia
Ta tudo acabado.

E se tenho você
Uma alegria desigual
A sede de amor um desejo sem fim
Sai fora com o horror
Ta tudo acabado.

Acaba-se o amor
Não tem nem conversa
A esperança apenas
Já era já foi.

Acaba-se a tristeza
É porque te tenho de volta
A satisfação em sentir
A sede e o fogo que arde em brasa

Então o que acabou o amor ou a sua ida?
Pois você foi pra nunca mais voltar
E agora te tenho em meus braços novamente
E não quero descobrir novamente qual é a dor maior
Se a dor de pensar em te perder ou a dor de ter te deixado ir?
...................lilian Vianna.....................

quarta-feira, 5 de maio de 2010

D E C I D I R


Como é difícil tomar decisões, a todo momento temos que nos focar no que é correto mas, nem sempre o que é correto é aquilo que queremos.

Quando se tem que fazer que acha que não deveria fazer, tudo é muito inserto, mais se sabe que se toma a decisão correta se alivia a alma, sem contar com a adrenalina pela decisão se sente o corpo inteiro queimar, e a duvida vem sem querer para martelar se é a decisão correta mesmo se sente como se os pés não tocassem o chão e por um instante não vê ninguém mesmo que tudo isso aconteça em fração de segundos que ninguém note, ou só veja seu rosto rosado pelo fogo que queima todo o corpo e procurando saber o que há, esse milésimo de segundo que você sentiu toda aquela adrenalina, o fogo, o suor e a vontade gritar sem saber o que é, isso tudo é somente a decisão que você tomou mas, é também a melhor e a pior sensação que parece que vai rasgar seu corpo inteiro te deixar em mil pedaços e então tudo acaba se diz o que devia ter dito e se tem tudo como era antes ate que se tenham novos obstáculos para ultrapassar novamente.
.....................................Lilian Vianna...................................

segunda-feira, 19 de abril de 2010

SEUS MELHORES DIAS




Talvez eu não seja uma boa influência pra ninguém
Talvez nunca seja
Afinal não tenho futuro
E o meu passado não é algo que queira realmente relembrar
Mas eu sei que o pouco tempo que passou a meu lado
Foram seus melhores dias
Me segue caminhe comigo e você saberá pra onde ir
Talvez o mundo ate conspire contra
Mas, você só vai saber se experimentar
As minhas más companhias podem prejudicar o teu olhar, mas
Elas não dizem quem realmente sou
Me segue caminhe comigo e você saberá pra onde ir
Sempre quis que viesse comigo só você não quis ver
Você conheceu muitos lugares, muita pessoas é culta tem sabedoria e então deveria Saber que é melhor estar comigo.
O mundo e a vida nos colocam cara a cara a todo o momento e você teima em não ver
Me segue, caminhe comigo e você saberá pra onde ir
Pense bem eu estou e estarei sempre aqui, sempre que você precisar.
...........Lilian Vianna................

terça-feira, 6 de abril de 2010

PELO AVESSO



















Vamos deixar que entrem
Que invadam o seu lar
Pedir que quebrem
Que acabem com seu bem-estar
Vamos pedir que quebrem
O que eu construi pra mim
Que joguem lixo
Que destruam o meu jardim

Eu quero o mesmo inferno
A mesma cela de prisão - a falta de futuro
Eu quero a mesma humilhação - a falta de futuro

Vamos deixar que entrem
Que invadam o meu quintal
Que sujem a casa
E rasguem as roupas no varal
Vamos pedir que quebrem
Sua sala de jantar
Que quebrem os móveis
E queimem tudo o que restar

Eu quero o mesmo inferno
A mesma cela de prisão - a falta de futuro
Eu quero a mesma humilhação - a falta de futuro

Eu quero o mesmo inferno
A mesma cela de prisão - a falta de futuro
O mesmo desespero

Vamos deixar que entrem
Como uma interrogação
Até os inocentes
Aqui já não tem perdão
Vamos pedir que quebrem
Destruir qualquer certeza
Até o que é mesmo belo
Aqui já não tem beleza

Vamos deixar que entrem
E fiquem com o que você tem
Até o que é de todos
Já não é de ninguém
Pedir que quebrem
Mendigar pelas esquinas
Até o que é novo
Já esta em ruinas
Vamos deixar que entrem
Nada é como você pensa
Pedir que sentem
Aos que entraram sem licença
Pedir que quebrem
Que derrubem o meu muro
Atrás de tantas cercas
Quem é que pode estar seguro?

Eu quero o mesmo inferno
A mesma cela de prisão - a falta de futuro
Eu quero a mesma humilhação - a falta de futuro

Eu quero o mesmo inferno
A mesma cela de prisão - a falta de futuro
O mesmo desespero

O PACOTE DE BISCOITOS



















“ Uma moça estava a espera de seu vôo, na sala de embarque de um grande aeroporto.
Como ela deveria esperar por muitas horas, resolveu comprar um livro para passar o tempo. Comprou, também, um pacote de biscoitos.
Sentou-se numa poltrona, na sala Vip do aeroporto, para que pudesse descansar e ler em paz.
Ao lado da poltrona onde estava o saco de biscoitos sentou-se um homem, que abriu uma revista e começou a ler.
Quando ela pegou
o primeiro biscoito,
o homem também pegou um.
Sentiu-se indignada mas não disse nada.
Apenas pensou:
“Mas que cara de pau! Se eu estivesse
mais disposta
lhe daria um soco
no olho para que ele nunca mais esquecesse
desse
atrevimento!”
A cada biscoito que ela pegava, o homem também pegava um. Aquilo foi deixando-a indignada, mas não conseguia reagir.
Quando restava apenas um biscoito, ela pensou:
“ah... o que esse abusado vai fazer agora?”
Então, o homem dividiu o último biscoito ao meio, deixando a outra metade para ela.
Ah! Aquilo era demais!
Ela estava bufando de raiva!
Então, ela pegou seu livro,
pegou suas coisas e
se dirigiu ao
local de embarque
Quando ela sentou-se confortavelmente numa poltrona,
já no interior do avião, olhou para dentro da bolsa para pegar seus óculos e, para sua surpresa, seu pacote de biscoitos estava lá,
ainda intacto, fechadinho!
Ela sentiu tanta vergonha! Percebeu então que a errada era ela...
Ela havia se esquecido que seus biscoitos estavam guardados em sua bolsa
O homem havia dividido os biscoitos dele sem se sentir indignado, nervoso ou revoltado.
Enquanto ela tinha ficado muito transtornada, pensando estar dividindo o biscoito dela
com ele.
E já não havia mais tempo para se explicar...
nem pedir desculpas!”

Existem 4 coisas que não se recuperam...
a pedra......depois de atirada!
a palavra......depois de proferida!
A ocasião......depois de perdida!
O tempo......depois de passado!